O bom nome – Pr. Nelson

Publicado em

Categorias Vida Cristã
Tags ,,

“Vale mais ter um bom nome do que muitas riquezas; e o ser estimado é melhor do que a riqueza e o ouro. ” (Provérbios 22.1)

O bom nome é essencial e indispensável para todas as classes sociais. Não se trata apenas do nome que consta em seu registro de nascimento, esse somente não tem valor algum. Mas um bom nome diz respeito ao seu caráter, a sua reputação. Nos dias atuais, muitos homens e mulheres estão trocando o seu bom nome pelas riquezas e o ser estimado pela prata e o ouro.

Nas Escrituras Sagradas temos vários exemplos de homens com um bom nome, que nos inspiram a uma vida de retidão a Deus.

Eis a história de Noé, um homem íntegro entre seus contemporâneos e que andava com Deus (Gn 6.9).

Jó, homem íntegro e reto, temente a Deus, que se desviava do mal (Jó 1.1).

O bom nome de José foi reconhecido por Faraó (Gn 41.38,39), ele conquistou a graça de Deus e dos homens pela sua conduta exemplar, apesar de todas as adversidades.

Elias foi reconhecido pelas suas características (II Reis 1.8), e era um profeta de verdade, não desses de “fundo de quintal”, possuía um bom nome, era um homem de fé.

Eliseu foi observado pela Sunamita: ‘Vejo que este homem que passa por nós é santo homem de Deus” (II Reis 4.9). Seu caráter e comportamento irrepreensível eram notório.

Jesus, nosso grande exemplo de bom nome (Fl 2.9): “Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está cima de todo nome”. Então, correu a fama de Jesus em todas direções (Mc 1.28).

Paulo recomenda: “Portai-vos de modo que não deis escândalos (I Cor 10.32; II Cor 6.3). A credibilidade cristã tem sido enfraquecida devido ao comportamento e caráter de certas pessoas que se dizem cristãs. Paulo novamente orienta para que “Andemos dignamente como em pleno dia, não em orgias ou bebedices, nem desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja” (Rom 13.13).

Como está o nosso nome, nossa reputação perante a sociedade e a Igreja? Fomos chamados para ser a Luz do Mundo e o Sal da Terra, de modo que nossa luz resplandeça diante dos homens e glorifiquem a nosso Pai, que está nos céus (Mt 5.13-16).

Ter um bom nome é uma prática diária e diligente, requer comprometimento de nossa parte, de modo que nossa vida também seja exemplo do poder transformador de Deus.

Que o Senhor Jesus nos ajude a preservar o nosso bom nome, pois vale mais do que muitas riquezas.

Pr. Nelson e Alzira Nogueira – Líderes do Polo 2



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *